16 alunos da capital baiana vencem 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática

0

Dezesseis estudantes da rede municipal de ensino de Salvador estão entre os premiados na 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Um deles conquistou a medalha de prata (nível 1) e outros 15 vão receber o certificado de Menção Honrosa (seis no nível 1 e nove no nível 2).

O maior número de premiados é da Escola Municipal de Pituaçu, com cinco alunos, seguida da Escola Municipal Visconde de Cairu (Engenho Velho de Brotas), com dois alunos.

A Gerência Regional de Educação (GRE) com maior número de classificados é a de Itapuã, com oito alunos, incluindo o medalhista de prata. Em 2018, a rede teve seis estudantes premiados com Menção Honrosa.

A Obmep é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), promovida com recursos dos ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

A iniciativa contribui para estimular o estudo da Matemática no Brasil, identificar jovens talentosos e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento. O público-alvo são alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até último ano do Ensino Médio.

Prata – O principal medalhista da rede municipal da capital baiana é o estudante do Instituto Municipal de Educação Professor José Arapiraca (Imeja) – GRE Itapuã, Heder de Jesus Araújo. Ele, que recebeu na edição anterior o certificado de Menção Honrosa, está entre os dez alunos de escolas públicas de Salvador que serão premiados com a medalha de prata no Nível 1.

“Eu me preparei bastante para a Obmep, estudei todos os dias assistindo às videoaulas e fazendo simulados. Pra mim foi muito gratificante receber esses dois prêmios, com essa medalha fiquei ainda mais. Ano que vem, pretendo ganhar uma medalha de ouro, com fé em Deus”, comemora.

A mãe de Heder, Leila de Jesus, elogia e parabeniza o filho por toda a dedicação. “Eu acompanhei todo o esforço dele nesses dois anos e ver que ele se superou com essa conquista. Isso me deixa muito emocionada e agradecida por ter um filho tão dedicado aos estudos”.

O gestor do Imeja, Lucas Antônio Oliveira de Santana, aponta que o resultado da Obmep serve como uma mola propulsora no processo educacional da escola pública. “Para nós esta é uma prova de que a escola pública não está fadada ao fracasso como muitos insistem em profetizar. Nós gestores, professores, funcionários, pais e alunos do Imeja nos orgulhamos dessa vitória e acreditamos que cada vez mais alunos poderão se destacar”.

Demais premiados – Além do medalhista, 15 estudantes receberão Menção Honrosa (nível 1) pelo bom desempenho na Olimpíada. São eles: Sabrine Gois Vieira, da Escola Municipal Allan Kardec (GRE Itapuã); Juan Flavio Carvalho de Matos, da Escola Municipal Alfredo Amorim (GRE Cidade Baixa); Murilo Muniz Santos, da Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes (GRE Itapuã); Samuel Almeida Gonçalves dos Santos, da Escola Municipal Comunitária da Histarte (GRE Centro); Moisés Vitório Santana da Silva, da Escola Municipal Pirajá da Silva (GRE Liberdade); e Alessandra Junqueira dos Santos dos Reis, da Escola Municipal Teodoro Sampaio (GRE Orla).

Outros nove (nível 2), também receberão Menção Honrosa. Cinco deles são da Escola Municipal de Pituaçu (GRE Itapuã): Ana Paula Souza Pereira, Elson Manoel Dias Neto, Maicon Ferreira Lima dos Santos, Milena Silva Santos e Felipe Albuquerque Gomes Ferreira. Os outros premiados foram Luan Paulo Sergio Vasconcelos e Iuri Viana Portela Cruz e Silva, ambos da Escola Municipal Visconde de Cairu (GRE Centro); Igor Souza Fonseca, da Escola Municipal Hildete Bahia de Souza (GRE Cabula); e Marcos Vinicius dos Santos Celestino, da Escola Municipal Cidade de Jequié (GRE Orla).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui