Braskem amplia o seu portfólio de produtos I’m greenTM por meio de novas soluções de economia circular de melhor impacto

0
F‡brica da Braskem no p—lo petoqu’mico de Triunfo/RS. A Braskem Ž uma empresa brasileira da ‡rea petroqu’mica, uma das trs maiores empresas industriais de capital privado do pa’s e o maior complexo de produ‹o de resinas termopl‡sticas da AmŽrica Latina, com perspectiva de ser inclu’da entre os 10 maiores do mundo. FOTO: Jefferson Bernardes/Preview.com

A Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas e líder mundial na produção de biopolímeros, anunciou a ampliação da marca I’m green™, utilizada no mundo todo. A marca será estendida para toda a linha de produtos de economia circular da Braskem como parte do compromisso anunciado ano passado de contribuir para a transformação da economia linear em uma Economia Circular. O lançamento oficial ocorrerá durante a Feira K, maior evento mundial do setor de plásticos e borrachas, realizada entre 16 e 23 de outubro, em Düsseldorf, na Alemanha. 

Combinação de resinas PCR e renováveis 

Desde o seu lançamento, em 2010, o portfólio sustentável da companhia I’m greenTM cresceu para compreender diversas soluções renováveis a partir de cana-de-açúcar. Agora, este portfólio está sendo expandido para incluir produtos com uma abordagem de Economia Circular, inclusive resinas PCR. Estas resinas são fabricadas a partir de produtos que foram reciclados e que continuam sendo recicláveis. Além disso, este ano, a Braskem estabeleceu uma parceria com a Embalixo, principal produtora brasileira de sacos de lixo, para a produção do primeiro saco com ação repelente de mosquitos, chamado “Embalixo Repelente”. O produto é fabricado a partir de uma combinação de sacarias industriais previamente utilizadas pela Braskem na entrega de suas resinas e Polietileno Verde aos seus clientes. Ao plástico misto de resinas renováveis e recicladas é incorporada uma mistura de citronela, hortelã, limão e cravo que neutraliza o odor do lixo e repele os mosquitos. O material utilizado é atóxico e, portanto, não é prejudicial a insetos ou humanos.  

Ciente da crescente relevância das Mudanças Climáticas, a Braskem está presente nas listas CDP Climate ACDP Water A e CDP Supply A, tendo já reduzido o seu nível de emissões de gases do efeito estufa em 21% desde 2008. A Braskem desenvolveu ainda a solução “Filme Shrink com Zero Emissão de CO2”, fabricado a partir de resinas PCR e renováveis. A combinação destes dois tipos de resina representa uma técnica relativamente nova de juntar sustentabilidade com a Economia Circular, em direção ao objetivo de zerar o saldo de emissões de CO2 no ciclo de produção do plástico. Ele permite que a emissão de CO2 originada do processo de reciclagem seja compensada pela fixação do carbono durante todo o ciclo produtivo do polietileno verde.   

De acordo com Marco Jansen, diretor de Economia Circular da Braskem na Europa e Ásia, as iniciativas estão alinhadas às diversas ações da companhia de promoção da sustentabilidade e da economia circular desde a sua fundação. “A Feira K é um dos eventos mais importantes do nosso setor, reunindo importantes parceiros e players do mercado. Acreditamos que é o momento ideal para comunicarmos a expansão do nosso portfólio sustentável, reforçando nosso compromisso com a Economia Circular e apresentando as nossas iniciativas a um público relevante”, comenta.  

Aumento da demanda por soluções sustentáveis 

Fabiana Quiroga, diretora de Economia Circular da Braskem na América Latina, explica que a demanda por soluções sustentáveis vem aumentando significativamente em praticamente todos os setores, em especial após grandes brand owners assumirem compromissos voluntários em prol da utilização de matérias-primas renováveis ou recicladas. “Temos nos unido a grandes clientes para desenvolver soluções em resíduo plástico pós-consumo que fechem o ciclo de produtos já existentes, tais como a partir do design que favoreça a reciclagem, logística reversa e apoio à cadeia de reciclagem. A expansão do portfólio I’m green™ facilitará a identificação dos produtos que contribuam para avançarmos em soluções sustentáveis e da economia circular”, afirma a executiva.  

Quase dez anos de desenvolvimento de bioplástico 

A marca I’m green™ nasceu em 2010, junto com o primeiro bioplástico (Polietileno Verde) produzido em escala industrial no mundo, que tem a cana-de-açúcar como matéria-prima.  O grande diferencial deste plástico de origem renovável é a captura de 3,09 toneladas de gás carbônico durante seu processo produtivo, que permanece fixado durante todo o ciclo de vida do produto final, contribuindo para a redução das emissões de gases do efeito estufa. O produto foi desenvolvido no Centro de Tecnologia e Inovação da Braskem, localizado no Polo Petroquímico de Triunfo, no Rio Grande do Sul, onde a empresa investiu US$ 290 milhões na construção de uma unidade industrial, com capacidade de 200 mil toneladas por ano.  

Desde que foi lançado, o portfólio sustentável da companhia avançou e inclui hoje outras soluções produzidas a partir de cana-de-açúcar. Este é o caso do EVA (copolímero etileno acetato de vinila), desenvolvido em parceria com a norte-americana Allbirds, de São Francisco, Califórnia, e que vem sendo utilizado, desde o ano passado, na linha de calçados SugarFoam, combinando conforto, design e sustentabilidade. Além da aplicação no setor calçadista, a solução também pode ser utilizada em aplicações automotivas, de transporte, entre outras.  

 “A marca I’m green™ ficou conhecida em todo o mundo por meio dos mais de 150 produtos que levam o logo. Graças à sua alta versatilidade, a resina é utilizada na fabricação de embalagens tanto de bens duráveis, como cadeiras e vasos, quanto de alimentos e produtos de higiene pessoal. A expansão do portfólio da marca, que inclui resinas renováveis, recicladas e uma combinação das duas, que lançaremos durante a Feira K, reforça a nossa estratégia de investir em produtos sustentáveis e inovadores, tornado tangível o nosso compromisso com a Economia Circular”, conclui Gustavo Sergi, diretor de Químicos Renováveis da Braskem.  

A jornada da Braskem na Economia Circular teve início em 2002, quando a companhia assumiu um compromisso público para utilização dos princípios de desenvolvimento sustentável na sua maneira de fazer negócios. Em 2018, a Braskem publicou um novo compromisso com a Economia Circular. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui