Conceito de concessionária 4.0 acompanha mudanças no consumo

0

Sites, redes sociais, aplicativos diversos, canais de atendimento, realidade virtual… Muitas são as possibilidades de pesquisa para quem vai comprar um carro, e na maioria das vezes ela começa antes da pessoa pisar na loja. Se antes a escolha do automóvel era um processo físico, hoje ela está mais virtual do que nunca e os consumidores já chegam na loja com diversas informações e muitas vezes já decididos. Compreender e, sobretudo, aproveitar esse novo cenário é o papel das concessionárias 4.0, termo utilizado pela associação ao marketing 4.0 e que prenuncia a migração da compra offline para online, com todas as adaptações e oportunidades que ela requer e oferece.

Com o advento da tecnologia e da era digital, o consumidor tem realizado toda sua jornada de compra através da internet, observa Rubens Darzé, diretor do Grupo Sanave. “Na atual conjuntura, as concessionárias foram obrigadas a se atualizar, pois o movimento de compra do consumidor mudou. As pesquisas passaram a ser todas através dos sites e os comparativos também. Dessa forma, ser uma concessionária 4.0 é aliar a “migração” do offline para o online, juntando as duas ferramentas, para que dessa forma a experiência e compra do consumidor estejam de acordo com a contemporaneidade”, completa.

Desse modo, a forma de procura e consumo tem se afunilado muito mais e tornado vendedores em “tele vendedores”, já que estes trabalham de uma maneira muito mais conectada com suas agendas de gestão online, prospectando e realizando o tratamento dos leads que chegam através desses canais de busca.

Hoje o Grupo Sanave tem oito lojas, em quatro cidades da Bahia, abrangendo quatro marcas: Volkswagen, Renault, Audi e Toyota. A empresa emprega 400 funcionários. Além de todos os canais online, como site, LP, chat robô, central de atendimento, anúncios patrocinados no Google, OLX, Waze e outros, o grupo se vale das redes sociais como fonte de produção de conteúdo e reforço de marca. As lojas Volkswagen dispõem de Ilhas Digitais, onde é utilizada tecnologia de realidade virtual e DDX.

“Temos uma infinidade de possiblidades de escolhas para o cliente comprar, seja por preenchimento de um formulário num site, ou através de anúncios que já entram direto com ligação para nossa central e, ainda através do whatsapp. São muitas as ferramentas, muitos os canais de veiculação da mídia online, aliada com a mídia off-line”, detalha Rubens.

Os investimentos para se manter bem posicionado no universo online também fazem parte da estratégia. “Estamos presentes em todo o cenário online, aliado ao offline. Nos posicionamos como melhores colocados nos canais de busca do Google e seus links patrocinados, grupos de anúncios, campanhas, displays, palavras chaves…enfim. Montamos toda uma estratégia e planejamento online para não perder nenhuma oportunidade e acompanhar essa nova jornada de compra; de consumidores omnichannel; e de uma geração totalmente inclinada ao digital”, conclui o diretor.

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui