Venezuela chama ministro de ‘tendencioso’ ao culpar país pelo vazamento de óleo

0

O governo da Venezuela emitiu uma nota, nesta quinta-feira (10), em repúdio a afirmação do ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, ao dizer que o óleo que atinge as praias do litoral nordestino “muito provavelmente” tem origem venezuelana.

A estatal venezuelana de petróleo, PDVSA,  disse que vai “rechaçar categoricamente” as declarações de Salles. “Condenamos essas reivindicações tendenciosas”, diz o texto, observando que as manchas estavam localizadas a cerca de 6.650 km de sua infraestrutura de petróleo.

Em nota ao G1, o Ministério do Meio Ambiente afirmou que “a indicação de origem venezuelana do óleo se baseia em análise técnica laboratorial da Petrobras. A hipótese aventada é que pode ter sido derramado a partir de navios que trafegaram ao longo da costa brasileira, e não necessariamente de campos do governo ditatorial venezuelano”.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que a resposta dada pelo governo Maduro sobre o óleo é “descabida”. Além disso, Salles afirmou que a investigação da Marinha segue a linha de que o óleo é de origem venezuelana, e não que teria saído de lá. “A hipótese não é de vazamento de campo, e sim o vazamento de um navio que tenha transportado o óleo venezuelano. Isso pode ter sido abastecido lá.”, afirmou o ministro.

A PDVSA afirmou que não recebeu nenhum relato de clientes ou subsidiárias sobre vazamentos de petróleo perto do Brasil.

Confira a nota na íntegra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui